Folia de Reis encerra o “Natal de Luzes e Sons – Ibaté 2017”

Folia de Reis encerra o “Natal de Luzes e Sons – Ibaté 2017” Foto: Assessoria de Imprensa e Comunicação

Para encerrar o “Natal de Luzes e Sons – Ibaté 2017” acontece neste sábado, dia 6 de janeiro, com já é tradição, a apresentação da Folia de Reis – Adoração dos Magos, a partir das 20h, na Praça Central.

A Companhia Folias de Reis – Adoração dos Magos, é coordenada pelo senhor Manoel Luiz Filho, sendo uma tradição na família, que vem passando de geração em geração, realizada desde a geração do seu avô, e representa a ida dos Reis Magos ao encontro do menino Jesus.

Assim como toda dupla precisa de um integrante que faça a segunda voz, os instrumentos da folia também precisam de uma segunda nota, com um tom mais baixo, por isso que há dois instrumentos iguais para que o som saia em sintonia. O terno de Santos Reis, como são chamados todos os instrumentos, são compostos por duas gaitas, dois canzais, uma caixinha, um bumba.

Os palhaços surgiram quando o rei Herodes mandou dois guardas seguirem os reis magos até onde estava o menino Jesus, só que chegando lá eles ficaram encantados com a simplicidade da criança e falaram que não podiam entregar ao rei onde Ele estava. Mas os guardas ficaram com medo de voltar ao palácio e o rei puni- los, por não cumprir a ordem que lhes foram dadas, então os reis magos disse a eles que usassem mascaras, para que o rei Herodes não os reconhecesse e não soubesse onde eles estavam.

Os integrantes da folia são: Manoel, Joaquim, Gilberto, José Luiz, Reinaldo, Valmir, Edinilson, Gilmar, Eduardo, Carlito, Matias, Valdir, Tião de Matão, Santana, Olímpia, Benta, Toniel, Valdemar, Tiãozinho, Edson e Ivan.

DIA DE REIS

Na tradição cristã foi o dia em que os três reis magos levaram presentes a Jesus.

Cada um dos reis magos saiu de sua localidade de origem, ao contrário do que muitos pensam que vieram juntos.

Baltazar saiu da África, levando para o menino MIRRA, um presente ofertado aos profetas, significando a humanidade de Jesus. A mirra é um arbusto originário desse país, onde é extraída uma resina para preparação de medicamentos.

Gaspar partiu da Índia, e levou INCENSO, como alusão a divindade de Jesus. Os incensos são queimados há milhões de anos para aromatizar os ambientes, espantando insetos e energias negativas, além de representar a fé, a espiritualidade.

Melchior ou Belchior partiu da Europa, levando OURO ao Messias, rei dos reis. O ouro simbolizava a nobreza e a realeza de Jesus, e era oferecido apenas aos deuses.

Em homenagem aos reis magos, os católicos realizam a Folia de Reis, que se inicia em 24 de dezembro, véspera do nascimento de Jesus, indo até o dia 6 de Janeiro, dia em que encontraram o Menino Jesus.

A folia de reis é de origem portuguesa e foi trazida para o Brasil por esses povos na época da colonização.

Durante os festejos, os grupos saem caminhando pelas ruas das cidades, levando as bênçãos do menino para as pessoas que os recebem. É tradição que as famílias ofereçam comidas aos integrantes do grupo, para que possam levar as bênçãos por todo o trajeto.

Os integrantes do grupo da folia de reis são: mestre, contramestre, donos de conhecimentos sobre a festa, músicos e tocadores, além dos três reis magos e do palhaço, que dá o ar de animação à festa, fazendo a proteção do menino Jesus contra os soldados de Herodes, que queriam matá-lo. Além desses personagens, os foliões dão o toque especial, seguindo o cortejo.

O Dia de Reis é tão importante na Europa que se tornou feriado em todo o continente.

No Brasil, o rico folclore mantém viva a tradição. Por todo o litoral e o interior brasileiro, com todas as suas variantes regionais, se comemora o dia 6 de janeiro em festas como o Terno de Reis, Folia de Reis ou Santos Reis.

Fonte: Assessoria de Imprensa e Comunicação

Avalie este item
(0 votos)

Ibaté OnLine, um site atualizado com os principais acontecimentos e eventos da cidade e região.